sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Por que o Arrebatamento pode acontecer muito em breve?

I. O retorno dos israelitas

Em 1948 se cumpriram as Palavras de YHWH em Isaías (66), Jeremias (16) e Amós (9), quando os descendentes israelitas retornaram às terras das quais foram expulsos pelo império romano entre os anos de 66 e 135, tornando viável o cumprimento da Angústia de Jacó, na qual YHWH tratará diretamente com os israelitas, mediante a Plenitude dos Gentios e o Arrebatamento. Em 2018 a nação israelita concluiu 70 anos de existência, dando início ao tempo de uma geração profética (que segundo o Livro dos Salmos (90), é de 70 a 80 anos), remetendo às palavras do primogênito de YHWH sobre a geração nas quais aconteceriam certos sinais, geração esta que não passaria (Mt 24).

II. A multiplicação da ciência

Com o surgimento da imprensa pré-industrial (século XVII) e da imprensa de massas (séculos XVIII e XIX), as Palavras de YHWH ditas a Daniel (12) se cumpriram, tornando popular a troca do entendimento das Escrituras, seus Ensinos e Precisão histórica, através dos impressos, depois da radiodifusão e por fim, da rede de computadores.

III. Mudança de era

No princípio de sua Revelação, em Apocalipse (2), o Rei dos reis, aquele que foi morto, mas vive pelos séculos dos séculos, envia sete Cartas a sete cidades que creram no seu Nome; cada uma destas Cartas, representando uma Era da “cristandade” desde os primeiros irmãos, sendo Laodicéia, que quer dizer “direito dos leigos” (em grego) ou povo no poder, a derradeira e em piores condições éticas perante o Redentor. Entende-se que esta Era começou nos anos de 1844 (carece de fontes) ou 1906 (segundo William Branham).

IV. Sinais nos céus e na terra

O reaparecimento da “Estrela de Belém” em 2014 e 2015 e principalmente, o grande sinal nos céus ocorrido em setembro de 2018 (um evento astronômico raríssimo, com 6000 anos de idade) e descrito em Apocalipse (12), possuem relação direta com estas Escrituras, que descrevem a mulher (entende-se que é a moderna nação israelita), seu parto de um menino (um pequeno grupo de irmãos vivendo como Filadélfia), a situação de perseguição e proteção divina da mulher, a queda da antiga serpente no mundo (talvez o governo global romano [europeu] de volta) e, depois de 1260 dias, a perseguição dos deixados para trás, por meio do governo global (a besta de sete cabeças [G7?] e dez chifres, descrita no mesmo contexto).

Nenhum comentário:

Postar um comentário